quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Festa de Natal

Pessoal, já se começa a falar em Advento e Natal e como tal temos que começar a pensar em números para a Festa de Natal...o tempo passa a correr e temos que entregar o papel do ensaio geral até dia 6 por isso toca a puxar pela cabeça.

É preciso pensar também no nosso retiro de fim de ano. Temos que decidir onde vamos e começar a tratar das coisas.

Beijo

Reflexões em tempo de Advento



Já todos vocês conhecem a minha profunda admiração pela Teresa Olazabal. Várias vezes temos falado nela e na sua acção social junto dos sem-abrigo da cidade do Porto. Por falar nisso, para todos aqueles que quiserem participar, hoje é dia de oração na escadaria da Igreja da Trindade (atrás da Câmara Municipal), às 21h.

Bem, mas a razão deste post, tem a ver com o Advento. Uma das características da Teresa é seu grande dom da escrita. À semelhança de anos anteriores, ela vai partilhar as suas reflexões sobre o Advento, para nos ajudar a preparar a chegada do Menino! Aqui estão as primeiras palavras dela:

O ADVENTO = ESPERA, já começa no próximo Domingo. Advento é o tempo que a Igreja nos concede para percebermos bem o que é o Natal, o que fazer com esta espera... Há pessoas que acham que o Natal é a altura de dar presentes... há outras que acham que é uma festa de familia... outras ainda pensam que é o dia em que se come o bacalhau, ou que as ruas têm música, enfeites... Vamo-nos debruçar um bocadinho sobre o significado do Natal,

ESSE DIA TÃO ÚNICO EM QUE JESUS ANDA À PROCURA DE UM SÍTIO PARA NASCER

Há 2000 anos nasceu em Belém, este ano anda à procura de um sítio mais perto... será na minha casa? No meu coração? O que Lhe respondo se Ele me perguntar se quero que nasça lá? Fecho-Lhe a porta ou ofereço a minha pobreza com amor?


Fica aqui o compromisso de ir colocando as suas brilhantes reflexões.
Para quem quiser ficar a conhecê-la melhor basta clicar aqui, ou aqui.
Tem também um livro muito interessante (à venda nas edições), que se chama Hoje, Senhor.

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Recordando a mãe



Hoje festejamos o 152º aniversário da morte da mãe de todos aqueles que se sentem ligados aos salesianos: a mãe Margarida. Faleceu em 1856, no dia 25 de Novembro.

Numa vida em que foi obrigada a fazer escolhas às vezes dramáticas (como o afastamento do filho mais pequeno - D. Bosco - de casa para não romper com a paz e para fazê-lo estudar), conduziu com fé, sabedoria e coragem o desenvolvimento das capacidades dos filhos, ajudando-os a crescer na generosidade e no espírito de iniciativa.
Acompanhou com um amor particular João até o sacerdócio e depois, deixando a sua querida casa no Colle, seguiu-o na sua missão entre os jovens pobres e abandonados de Turim. Aqui, durante dez anos, a sua vida confundiu-se com a do filho e com os inícios da Obra salesiana: foi a primeira e principal Cooperadora de Dom Bosco; com uma grande bondade tornou-se o elemento materno do sistema preventivo; é, sem sabê-lo, “co-fundadora” da Família Salesiana que criou santos como Domingos Sávio e P. Rua.
Analfabeta, mas cheia daquela sabedoria que vem do céu, foi uma ajuda (quantas vezes a única), para tantos jovens pobres e abandonados na rua, filhos de ninguém. Colocou Deus acima de tudo, consumando-se por Ele numa vida de pobreza, de oração e de sacrifício.

Recordamo-la com especial carinho no dia de hoje e, em família, vamos fazer uma oração na capela do COP, hoje às 21h.
Estás convidado!

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Mensagem do nosso Bispo



Numa altura em que já se começam a ver as luzes de Natal espalhadas pelas ruas, as pessoas a correr atrás dos primeiros presentes, achei oportuna esta mensagem do nosso Bispo, D. Manuel Clemente:

Bispo do Porto defende educação para uso do poder de escolha

O Bispo do Porto defendeu ontem que é urgente em Portugal uma grande obra educativa e cultural «que abranja a educação dos consumidores para o uso responsável do seu poder de escolha», sobretudo numa sociedade onde o sistema económico em si mesmo não possui critérios que permitam distinguir correctamente as formas novas e mais elevadas de satisfação das necessidades humanas, artificialmente criadas que se opõem à formação de uma personalidade madura.
Falando nas Jornadas Pedagógicas do Centro de Estudos Filosóficos e Humanísticos do Centro Regional de Braga da Faculdade de Filosofia da Universidade Católica Portuguesa, subordinadas ao tema “Escola Sucesso e Excelência”, D. Manuel Clemente disse acreditar residir nesta ideia, alargada a todo tipo de bens, «o critério mais seguro de sucesso e de excelência, para uma escola imbuída de humanismo, e humanismo cristão».

Segundo o prelado, «o nosso tempo exige uma intensa actividade educativa e um correspondente empenho por parte de todos, para que a investigação da verdade, não redutível ao conjunto ou a alguma das diversas opiniões, seja promovida em todos os âmbitos e prevaleça sobre qualquer tentativa de relativizar as exigências ou de causar qualquer tipo de ofensa».

Para D. Manuel Clemente, na procura, no compromisso e no acreditar na verdade, a contribuição do cristianismo resume-se bem na interpelação que Cristo nos lança, ou seja, de que vale ao homem ganhar o mundo inteiro se vier a perder-se a si mesmo. «Interpelação que ultrapassa os limites da confessionalidade estrita para se repercutir no universo das consciências. Mas que deve estar presente, como fio condutor em toda a escola, rumo a um sucesso seja antes de mais os das próprias vidas, e uma excelência que se aproxime da totalidade, não do fragmento», acrescentou.

Para o Bispo do Porto, hoje, apesar do muito que ainda falta, as pessoas dispõem do que nunca dispuseram em meios como os que existem actualmente. Daí que o maior desafio da escola e da educação, salientou, «seja, precisamente, a coexistência do mercado e da dispersão». «As sondagens mostram que um dos maiores passatempos dos rapazes a partir dos 17 anos é ver montras, em que mais são olhados e atraídos como consumidores do que se olham a si mesmos como indagadores e criadores», realçou. Assim, na opinião do prelado, qualquer sucesso educativo deve ser traduzido numa maior capacidade de discernir e escolher bem, «sábia e responsavelmente, como quem tem de responder pela escolha perante si e perante os outros».

(in http://www.agencia.ecclesia.pt)

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Formação - Ano Paulino

Amanhã, Sábado, é dia de formação no nosso Centro Juvenil.
Em família, vamos reflectir sobre o documento: "Ano Paulino, Uma Proposta Pastoral - Nota Pastoral da Conferência Episcopal Portuguesa"
(http://www.patriarcado-lisboa.pt/documentacao/2008_ano_Paulino_CEP.htm)
Esta formação, para além de servir para crescermos enquanto cristãos e animadores, está inserida no contexto do compromisso de animadores. Então o programa vai ser:

Sábado:
16h30 - formação
19h30 - jantar convívio
21h00 - vigília de oração

Domingo:
11h00 - Eucaristia de Cristo-Rei (com compromisso de animadores)

Um fim de semana em cheio!
Aparece que serás bem vindo.




PS: Outra razão para aparecer na formação, é porque vai ser dada pelo nosso animador!!!

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Hoje é dia de...

Reunião!!! Iiiuuppiii!!!
E olhem que vai valer a pena, pois o nosso animador de hoje promete caprichar!
Iremos hoje terminar o programa que temos vindo a seguir: "Apoiar".
Por isso já sabes, se quiseres aparece às 21h... no sítio do costume!

domingo, 9 de novembro de 2008

Notícias & viagens


Só para avisar da próxima reunião: dia 13, 21h00. Tal como foi combinado.
Daqui a pouco vou até Paredes para a ordenação do Sílvio.
Ontem estive lá com os adolescentes e na vigília de oração.
É evidente que este tema da vocação já "enjoa" alguns do grupo. Porque lhes parece ser apenas uma questão de marketing de recrutamento para uma organização (no caso os salesianos).
É pena.
Acho que está em jogo muito mais do que isso.
Ontem convidada, na sequência de algumas canções do Valter, a reflectir 2 perguntas: Onde queres chegar? O que tens para dar?
São questões difíceis. E tentei fazer passar a ideia de que as duas perguntas são sinónimas. Não gramaticalmente. Mas existencialmente.
E são pistas para responder ao desejo de felicidade. As únicas possíveis. Em oposição ao desejo de auto-realização (dês-lhe o nome que quiseres). Um desejo auto-referencial é infantil, fecha-nos em nós mesmos. Impede-nos o contacto com o outro, a abertura ao futuro (que não seja mera reedição do passado).
E isto tudo sem entrar especificamente nas possibilidade e responsabilidades que a vida de fé (relação forte, consistente e coerente com Cristo vivo e com o seu projecto) nos oferece.
Possivelmente esta conversa a esta hora (a correr antes de ir à missa) passa ao lado de alguns. Façam um esforço. Um dia destes temos de falar disto com mais calma.

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Magusto CJS



Como é hábito todos os anos, amanhã vamos ter o nosso magusto do Centro Juvenil.
Mas afinal quem foi S. Martinho? Podes saber mais aqui:

http://smartinho.blogspot.com/

Por isso, se quiseres divertir-te, conviver e comer umas castanhas... aparece amanhã por volta das 15h no CJS.

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Ordenação Sílvio

Já não é notícia: o Sílvio será ordenado sacerdote no próximo Domingo, em Paredes.

Eu e o Valter de arcozelo vamos animar uma acção com os adolescentes de lá, na véspera à tarde; à noite a Claudine orienta a vigília de oração.
Vamos lá a combinar a ida.

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Apoiar: sexualidade e relações

Só para fazer a síntese da última reunião.
Agradecer a todos os que avisaram que não poderiam aparecer. recordar aos que não apareceram (e não avisaram) que este tipo de comunicação honesta era importante para melhorar a qualidade do grupo e sinal de maturidade.
Continuamos a trabalhar com o Programa Apoiar. Avançamos para mais um tópico: sexualidade e relações.
Tentámos uma definição de sexualidade. Emergiram algumas ideias, mormente que a dita abrange todas as dimensões do nosso existir.
tentámos identificar a seguir as vozes que ouvimos a respeito da sexualidade.
Do lado dos media (cinema, publicidade, música...) há mensagens fortes a propor uma sexualidade fragmentada (isto é, que não integra todas as dimensões da pessoa) e a ideia da mulher como objecto.
DO lado das relações mais próximas (família, professores, amigos, Igreja)... há um certo silêncio, uma grande dificuldade em comunicar.
Da reunião eu destacaria algumas coisas.
Uma muito positiva (que já se tinha notado bastante na reunião anterior) que é a vontade de "disclosure", de abertura, de partilha não só se opiniões mas de vivências. Mesmo o reconhecimento da "ignorância" é feito de forma honesta.
Outra é a dificuldade que, neste tema, temos em falar das vivências mais actuais. Na minha interpretação isso vem do facto de "moralizarmos" em excesso este tema. Ou seja, facilmente catalogamos as nossas vivências (ou tememos que os outros o façam).

domingo, 2 de novembro de 2008

Uma Estrela na Form@cção GPS

A pedido de vários fãs incondicionais, chegam finalmente as fotos e vídeos da Form@cção GPS do passado dia 11. Um dia bastante preenchido, vivido em Igreja, e fortemente embelezado pelo concerto proporcionado pelo Valter, Ana Manuela e João Pedro. Aqui ficam as fotos e os vídeos do cd que está quase a sair...

video

video

video

video

PS: Aproveitem para descobrir onde está a Catarina...