quinta-feira, 17 de abril de 2008

reuniãao dia 16 Abril

Olá a todos.
Não estivemos muitos mas lá fizemos a reunião (apesar do ruído de fundo do meu Sporting, que oscilou entre os miseráveis 0-2 até aos gloriosos 5-3)
Agradeço a todos os que avisaram que não poderiam estar.
As melhoras para a saúde do Ulisses.
Continuámos com a questão do namoro, agora procurando uma perspectiva mais cristã.
Começámos por ler e comentar o texto de

Mc 3, 13-15

«Jesus subiu depois a um monte, chamou os que Ele queria e foram ter com Ele. Estabeleceu doze para estarem com Ele e para os enviar a pregar, com o poder de expulsar demónios.»

Destacámos o duplo movimento centripeto e centrifugo que Jesus propõe a nós e a todos os seus discípulos.
A partir daí identificámos 4 valores que Jesus propõe que todas as experiências de Igreja tenham:

O valor da partilha. Partilha concreta que leva a sair da indiferença e a ir ao encontro da debilidade do outro.

O valor do serviço. Este valor sobrepõe-se a todas as lógicas de poder e domínio.

O valor da indiferença em relação ao prestígio social. Jesus põe a tónica na valorização das pessoas acima da sua aparência, fama ou imagem. E isso leva a um estilo de relação dentro da Igreja.

O valor da solidariedade aberta a todos. Uma solidariedade efectiva que supera a solidariedade tradicional onde apenas havia atenção aos que pertenciam ao “nosso grupo”.

A partiur daí tentámos perceber como é que esses valores são ou não assumidos pelos namorados cristãos na sua relação.

Terminámos com um momento de oração.

2 comentários:

sergiofraga disse...

Exigentes, mas são valores que de certeza darão mais qualidade à relação.

Teodoro disse...

Saludos desde México...

1.- Quiero felicitar a todo el equipo que colabora en la realización de este Blog... Muchas Felicidades!

2.- Es necesario trabajar con un proyecto que responda a las necesidades de los jóvenes de hoy, realizar un itinerario de formación integral sustentado en los valores del Evengelio (amistad, bondad, compromiso, responsabilidad, etc.),

3.- A partir de la formación integral es como los jóvenes van haciendo vivos los valores que los llevarán a la práctica en la vida cotidiana (familia, escuela, trabajo, pareja, etc)

4.- Qué tipo de jóvenes queremos?, pues depende de la formación que podamos proporcionarles...

5.- Gracias por dejarme compartir con ustedes... estamos en contacto...

Saludos

Teddy, México ´08
teddymillenium@hotmail.com
www.mjsmexico.com